De verso em prosa podemos mitigar a dissertação da cultura?

September 12, 2017

 

 

A mesma nação que se dispõem a discorrer sobre assuntos banais, no ponto de vista intelectual, onde não se apega a estereótipos sociais gerados através daqueles que se apresentam pelo que consomem, porém, o consumo exige

um pouco mais de habilidades nas pesquisas, quisera eu, poder consumir tudo aquilo que fazem marketing como forma de viabilizar a venda, nem tudo que se comercializa é consumido por ingestão.

— Certo dia em uma palestra observei vários consumidores de alegrias momentâneas, estavam aparentemente felizes com o que consumiam, em dado momento este consumo foram lhes cerceados. Olhos e ouvidos atentos para descobrirem o que lhes trouxeram aquele desconforto ao pararem a música. — Por que o samba parou?

O samba parou por 15 minutos para dar passagem ao conhecimento da palavra dissertada, sobre o motivo do evento! A cultura do entretenimento fulminou, com toda sua indiferença se posicionou de braços cruzados para ouvirem a dissertação do tema da organização, como resposta ficou a disseminação da herança da obra da escravidão. Testas franzidas e braços cruzados, pois aos finais de semana, só podemos compreender a letra do samba, é a tradição vamos seguir.

Dê-lhes apenas o que consideram entretenimento, pois não conseguem consumir a vasta cultura. Povo feliz não questiona, com isto podemos distorcê-los e passá-los adiante ao invés de se adiantarem.

 

 

Compartilhar no Facebook
Please reload

Posts Em Destaque
Posts Recentes

February 1, 2018

November 20, 2017

Please reload

Siga
  • Google+ Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Basic Square

© 2023 por Consultoria estratégica. Orgulhosamente criado por Wix.com